Dois novos jesuítas se uniram à comunidade de Teresina em 2017. Pe. Valdivino Teixeira trabalha como Coordenador Adjunto da Pastoral do Colégio Diocesano, enquanto Isaías Gomes atua como agente da Pastoral do Diocesano, além de colaborar na Casa Mag+s e estar à frente do projeto de sustentabilidade nas unidades jesuítas piauienses.

Natural da cidade mineira de Itaú, Pe. Valdivino desde criança sentiu o desejo de dedicar sua vida ao sacerdócio. Na adolescência, chegou a passar alguns meses no seminário. Mas foi aos 25 anos, com os trabalhos desenvolvidos na paróquia da cidade natal, que resolveu se dedicar à Igreja, quando conheceu a Companhia de Jesus. “O que chamou a atenção foi a espiritualidade e o carisma”, conta o jesuíta.

Após ingressar na Companhia, passou pelas etapas de formação jesuítica e atuou em paróquias e colégios. Em Minas Gerais, antes de ser ordenado, quando era estudante de Teologia, trabalhou no Colégio Loyola, da Rede Jesuíta de Educação (RJE), em Belo Horizonte. Já padre, foi diretor da Comunidade Vocacional em Juiz de Fora, dirigiu as paróquias Santíssima Trindade e São Francisco Xavier, ambas da Arquidiocese de Belo Horizonte. Esteve sete anos no Colégio dos Jesuítas, também da RJE, em Juiz de Fora. Em Feira de Santana, na Bahia, trabalhou no Noviciado e dirigiu a Paróquia Todos os Santos. No Colégio Diocesano realiza atendimentos e executa atividades da Pastoral. “Tive boas referências do Diocesano e fui bem acolhido. Educadores e alunos são interessados e religiosos”, relata Pe. Valdivino.

O jesuíta Isaías Gomes, por sua vez, realiza trabalha socioeducativo e voltado à juventude. Cearense da cidade de Fortim, Isaías foi destinado ao Piauí com o intuito de fazer um trabalho socioeducativo e voltado à juventude. Está há sete anos na Companhia de Jesus e atualmente participa da etapa do magistério, que corresponde a fase intermediária da formação jesuítica, um estágio apostólico após a Filosofia e anterior à Teologia.

A vocação para o sacerdócio veio aos poucos. Na adolescência, Isaías sentiu necessidade de maior engajamento na Igreja e, com o passar dos anos, desejou viver uma experiência de maior comprometimento com a religiosidade. Foi então que optou pela Companhia de Jesus. “Olhando as possibilidades ofertadas me identifiquei com os jesuítas por ser uma ordem historicamente missionária”, explica Isaías, que em Teresina divide a rotina entre o Colégio Diocesano, no meio da semana, e a Casa Mag+s, aos finais de semana.

Fonte: Assessoria de Comunicação Colégio Diocesano

Foto: Divulgação

Mais notícias

agosto 11th, 2022|0 Comments

Ser um estudante inaciano: horizonte de formação Padre Pedro Arrupe, Superior Geral da Companhia de Jesus entre 1965 e 1983, em sua alocução aos participantes do Simpósio sobre o Ensino Médio intitulado ‘Nossos Colégios Hoje [...]

Homenagem ao Dia das Mães!

maio 9th, 2022|0 Comments

A Escola Padre Arrupe organizou nesta sexta-feira (06), uma programação especial feita com muito amor e carinho, para que todas as mães se sentissem homenageadas por seus filhos. No decorrer da semana, os alunos estiveram [...]